Dr. Jivago: emoção à flor da pele

A literatura é, obviamente, uma das artes universais. E quando abraçada a outra arte, o cinema, por exemplo, ganha dimensões memoráveis. Grandes obras deram origem a grandes filmes. Independentemente de serem seus autores, franceses, russos, norte-americanos, espanhóis, italianos, alemães, etc. Os traços de genialidade são os mesmos, ou quase, depende apenas da perspectiva de cada… Leia mais Dr. Jivago: emoção à flor da pele

“Adoniran Barbosa: documento inédito”

Até meados dos anos 90 era comum instituições públicas ou privadas, patrocinarem o lançamento de livros, discos, pinacotecas, etc. O interesse era cultural, não comercial. Por exemplo, as Fundações dos bancos Nacional, do Brasil, do Itaú, da Caixa Econômica, Correios, Funarte, entre outras. Em 1984, para comemorar os seus 30 anos atuando no Brasil, a… Leia mais “Adoniran Barbosa: documento inédito”

O “náufrago”, de García Márquez

Confesso que além de ter demorado muito para conhecer as obras desse escritor, li poucos livros dele, levando-se em consideração o elevado número de suas publicações. Primeiro foi “Relato de um náufrago”. Depois, “Cem anos de solidão”. Só lembrando: esse último, na semana que retirei o exemplar dos Correios, o autor foi laureado com o… Leia mais O “náufrago”, de García Márquez