Sobre as memórias afetivas: lições de Adélia Prado

Essa semana, fui surpreendida com um texto compartilhado no Whatsapp. O texto era da grandiosa escritora mineira, Adélia Prado. Confesso que sabia muito pouco sobre a autora, mas, depois de ler ao texto, fiquei curiosa para conhecê-la mais. Eu descobri que Adélia Prado nasceu em Divinópolis, em Minas Gerais, no dia 13 de dezembro de… Leia mais Sobre as memórias afetivas: lições de Adélia Prado

Aleijadinho: o maior escultor nascido na América

Confesso que ainda tenho boas lembranças das aulas de História lá pelos idos dos anos 70, no antigo primeiro grau. Época em que nenhum professor estava autorizado a tecer comentários contrários ao governo militar. Mesmo assim, o mestre fazia uma crítica velada ao sistema político e deixava a garotada toda entusiasmada quando abordava temas (fora… Leia mais Aleijadinho: o maior escultor nascido na América

As canções de amor de Vinicius de Moraes

“Não tem sido poucas as tentativas de definir o que é poesia. Desde Platão e Aristóteles até os semânticos modernos, insistem filósofos, críticos e mesmo os próprios poetas em dar uma definição da arte de se explicar em versos, velha como a humanidade. Eu mesmo, em artigos e críticas que já vão longe, não me… Leia mais As canções de amor de Vinicius de Moraes

A poesia falada de Paulo Gracindo

Nas décadas de 70 e 80 era comum o lançamento de discos por atores, poetas, compositores e, até mesmo cantores, no formato recital, quando declamavam seu próprios poemas e/ou composições de outros autores. Portanto, reuni alguns desses como: Barros de Alencar, Carlos Drummond de Andrade, Rubens de Falco, Francisco Couco, Vinicius de Moraes, Odete Lara,… Leia mais A poesia falada de Paulo Gracindo